Pais de soldados mortos na guerra no Líbano protestam

Os pais de soldados israelenses mortos naguerra no Líbano protestaram contra a decisão do chefe de Estado-Maior, Dan Halutz, de não tomar medidas contra os comandantes das divisões envolvidas nos combates, informou a rádio públicaIsraelense.A emissora citou David Ainhoren, pai de Yonatan, morto na localidade libanesa de Ait Ash-Shaab. Ele acusa Halutz de tentar encobrir "a gravidade da situação e do erro". Ainhoren disse que "Halutz não assumiu a responsabilidade". Os protestos começaram com o fim da investigação sobre o funcionamento das quatro divisões durante a guerra. O estudo mostrou sérios problemas, principalmente de equipamento e logística. Segundo a decisão de Halutz, nenhum comandante de divisão será punido. Na guerra entre Israel e a milícia xiita libanesa do Hezbollah morreram 114 soldados e 40 civis israelenses. No Líbano, os mortosforam mais de mil, em sua maioria civis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.