Pais de Trayvon Martin estão chocados com absolvição

Os pais de Trayvon Martin, jovem negro de 17 anos morto por um ex-guarda voluntário, disseram nesta quinta-feira que ainda estão chocados com a absolvição de George Zimmerman, autor do crime.

AE, Agência Estado

18 de julho de 2013 | 10h58

"Nós sentimos em nossos corações que nós conseguiríamos uma condenação", disse Tracy Martin, pai do jovem, no programa "Today", da rede de televisão NBC. "Nós sentimos que o assassino do nosso filho desarmado ia ser condenado pelo crime que cometeu".

No "Good Morning America", da ABC, Tracy Martin disse que sentiu que o júri não

teve uma chance de conhecer o adolescente. "Eles não o conheceram como um ser humano", disse ele.

Os pais de Martin disseram que ainda acreditam que Zimmerman, que se identifica como

hispânicos, só suspeitou de Martin porque ele era negro. Eles afirmaram que apoiam o a iniciativa do governo federal em analisar o caso. O Departamento de Justiça anunciou, no domingo, que planeja rever o caso para determinar se o promotores de direitos civis devem apresentar acusações criminais agora que Zimmerman foi absolvido.

O ex-guarda voluntário George Zimmerman foi absolvido da acusação de assassinato de segundo grau do jovem negro de 17 anos, que estava desarmado. A morte do menino provocou uma onda de debates nos Estados Unidos sobre racismo, autodefesa e justiça. Zimmerman foi absolvido também da acusação de homicídio. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
euaassassinato

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.