País quer apuração sobre direitos humanos em Honduras

O Brasil apresentou resolução na Organização das Nações Unidas (ONU) pedindo investigação sobre abusos de direitos humanos em Honduras. O documento foi negociado com os países latino-americanos e circula hoje no Conselho de Direitos Humanos da entidade, em Genebra.

JAMIL CHADE, Agencia Estado

23 de setembro de 2009 | 10h14

A resolução, a qual o Brasil espera que seja aprovada por consenso, condena mais uma vez o golpe em Honduras. Pelo documento, os países "pedem à Alta Comissária de Direitos Humanos da ONU que prepare um relatório completo sobre as violações desses direitos". O período de investigação seria posterior ao golpe que derrubou o presidente eleito Manuel Zelaya. O relatório deve ser apresentado em futuras reuniões da Assembleia Geral da ONU, em Nova York, e ao Conselho de Direitos Humanos da organização.

Além da resolução, os países latino-americanos circularam a todos os governos da ONU hoje uma declaração pedindo que o governo em Honduras garanta a integridade física de Manuel Zelaya e a inviolabilidade da missão brasileira na capital do país centro-americano. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve tratar hoje da crise em Honduras em seu discurso de abertura na Assembleia Geral da ONU, em Nova York.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.