Pais recebem carta de soldado seqüestrado

Os pais do soldado israelense Guilad Shalit, seqüestrado em 2006 pelo grupo palestino Hamas, receberam uma carta do filho. Segundo o jornal Haaretz, a mensagem - cujo teor não foi revelado - chegou ao escritório do Centro Carter, em Ramallah, na Cisjordânia. O Hamas exige a libertação de 1.400 presos palestinos em troca de Shalit.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.