País se abstém de proposta polêmica

Embora tenha votado em favor da fiscalização no Irã, o Brasil surpreendeu muitas ONGs ao abster-se na votação de uma proposta de resolução da Rússia - apoiada por China e países árabes - que subordina a questão dos direitos humanos aos "valores e tradições locais". O temor é que isso seja usado como justificativa para admitir mutilação genital e prisão de homossexuais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.