País sofre com desastres e guerras

O Paquistão tem sido freqüentemente assolado por desastres naturais e conflitos armados.O pior terremoto já registrado no país aconteceu em 1935, quando a cidade de Quetta, capital do Baluquistão, foi completamente destruída, deixando 80 mil mortos e milhares de feridos.Antes do tremor de ontem, o último terremoto registrado havia sido em outubro de 2005, quando mais de 73 mil pessoas foram mortas na região da Caxemira, território disputado militarmente com a vizinha Índia. Os terremotos são comuns no Paquistão porque o país está localizado no encontro de duas grandes placas tectônicas do sul da Ásia: a Indiana e, ao norte, a Eurasiana.Além dos desastres naturais, os paquistaneses também têm sofrido com os combates entre militares das forças de coalizão lideradas pelos EUA e militantes da Al-Qaeda e do Taleban.Os americanos realizam ataques aéreos com aviões não-tripulados na zona de fronteira do Afeganistão com o Paquistão, onde suspeita-se que o saudita Osama bin Laden esteja escondido. O governo paquistanês fez ontem um protesto formal por causa de um ataque de mísseis americanos dirigido a alvos insurgentes. O ataque, na segunda-feira, matou 20 civis, entre eles, diversos comandantes taleban, segundo os EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.