Países asiáticos condenam ataque de Israel a flotilha

O presidente da Turquia Abdullah Gul disse hoje que 21 países asiáticos reunidos numa cúpula sobre segurança condenaram o ataque de Israel a uma flotilha de ajuda humanitária que se dirigia à Faixa de Gaza.

AE-AP, Agência Estado

08 de junho de 2010 | 13h53

Abdullah Gul afirmou que 21 dos 22 países do grupo, que inclui Israel, também pediu que o Estado judeu faça parte do Tratado de Não-Proliferação Nuclear (TNP) e coloque todas as suas instalações nucleares sob a salvaguarda da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).

Israel conseguiu bloquear uma declaração conjunta do grupo, que teria condenado a ação do Exército israelense, forçando a Turquia a emitir um comunicado separado. Israel diz que seus soldados agiram em legítima defesa no dia 31 de maio e começaram a disparar apenas depois que um grande grupo de ativistas os atacaram.

Tudo o que sabemos sobre:
ataquefrotaIsraelTurquia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.