Países da África oferecem 3.000 soldados para Libéria

Um bloco regional de países do oeste da África comprometeu-se a enviar 3.000 soldados para compor uma força de intervenção a fim de tentar pôr fim à guerra civil da Libéria, ao mesmo tempo em que renovou seus apelos para que os EUA liderem a ação. Membros da Comunidade Econômica de Estados da África Ocidental, composta de 15 países, prometeram fornecer militares para estabilizara Libéria, mas ainda são necessários recursos da ordem de US$ 104 milhões, disse Seth Obeng, chefe militar de Gana.O grupo ainda aguarda ajuda militar de Marrocos e da África do Sul, que não fazem parte do bloco. O secretário-executivo da Comunidade, Mohamed Ibn Chambas, emitiu declaração afirmando ter ?esperança de que os Estados Unidos serão o parceiro a liderar a força proposta para a Libéria, além de providenciar outros apoios?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.