Países do G8 pedem que Índia e Paquistão negociem

O G-8, grupo formado pelos sete países mais industrializados e pela Rússia, expressou hoje sua preocupação com as tensões crescentes entre Índia e Paquistão e pediu às duas nações que se reúnam para um diálogo político e evitem a guerra. Os países do G-8 também pressionaram o Paquistão a tomar medidas contra os terroristas que atuam em seu território.?O terrorismo não pode ser justificado?, dizia o comunicadodo Ministério de Relações Exteriores da Rússia. ?Denunciamos o terrorismo em todas as suas formas, em particular o ataque ao Parlamento indiano?. O ataque, que aconteceu em 13 de dezembro, em Nova Délhi, que deixou 14 mortos, incluindo cinco dos atacantes, elevou as tensões entre os dois países. A Índia acusa as milícias islâmicas com base no Paquistão e a agência paquistanesa de inteligência de patrocinarem o atentado. Islamabad e os grupos islâmicos negam.Esta semana, as duas nações impuseram sanções mútuas e começaram a se preparar abertamente para a guerra. Estas são as sanções mais drásticas já impostas entre as duas nações desde a guerra do sul da Ásia, em 1971. Os dois governos dizem que desejam a paz, mas insistem em se preparar para o combate. A comunidade internacional está preocupada com a tensão entre as duas nações, que dispõem de armas nucleares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.