Países do Golfo Pérsico prevêem possível conflito bélico no Irã

Uma das medidas é aumentar a capacidade dos membros do CCG de enfrentar casos de emergência

Efe

06 de janeiro de 2008 | 05h41

Os países árabes do Golfo Pérsico intensificaram a coordenação entre si em matéria de segurança prevendo um possível conflito bélico nesta rica região petrolífera devido à polêmica envolvendo as atividades nucleares iranianas. Segundo fontes oficiais do Kwait citadas pelo jornal "Al Khaleej" os Estados da região se preparam para fazer exercícios conjuntos de forma a enfrentar um "eventual vazamento de material radioativo" de navios no Golfo Pérsico. Esses exercícios, dos quais participarão "equipes de emergência e salvamento", ocorrerão em frente à costa kuwatiana e terão como objetivo aumentar a capacidade dos membros do Conselho de Cooperação do Golfo (CCG) de enfrentar casos de emergência. O grupo é formado por Arábia Saudita, Kuwait, Emirados Árabes Unidos, Catar, Barein e Omã, todos vizinhos do Irã e aliados dos Estados Unidos. A informação foi publicada antes da viagem que o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, deve realizar entre os próximos dias 8 e 16 pelo Oriente Médio e pelo Golfo Pérsico, que o levará a Israel, Cisjordânia, Egito, Arábia Saudita, Barein, Kuwait e Emirados Árabes Unidos.

Tudo o que sabemos sobre:
nucelarGolfo PérsicoIrã

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.