Países em alerta após ameaça de atentado

O governo americano aumentou seu alerta de ameaça ao nível máximo para vôos comerciais que voam da Inglaterra para os Estados Unidos na manhã desta quinta-feira, em resposta ao plano de atentado terrorista descoberto em Londres.Na Inglaterra, o nível de ameaça foi aumentado para crítico, nível de alerta que indica a eminência de um ataque terrorista.O ministro do interior francês, Nicolas Sarkozy, interrompeu suas férias para realizar reunião de emergência em decorrência da ameaça de ataques na Inglaterra.Apenas os aviões que já estão em voando podem aterrissar no aeroporto de Heathrow. Todos os outros vôos que saem ou chegam na Inglaterra estão cancelados até a tarde desta quinta-feira. Alemanha, Espanha, Bélgica e Portugal cancelaram seus vôos para o Reino-Unido. Vôos que saem de Tel-Aviv também estão proibidos. Diversos vôos para diferentes cidades dos EUA também estão sob alerta, segundo o secretário de segurança interna dos EUA, Michael Chertoff. "Acreditamos que essas prisões (em Londres) diminuíram sensivelmente a ameaça, mas não podemos garantir que a ameaça foi completamente eliminada", disse o secretário. Essa é a primeira vez que o alerta vermelho, definido como "risco severo de ataques", é instituído pelo sistema de alerta da Segurança Interna do EUA. Além do alerta vermelho para vôos vindos da Inglaterra, vôos que saem ou chegam nos EUA de outros locais estão no nível laranja de ameaça. O governo dos EUA afirmou que bebidas, gel de cabelo,e loções estão banidas dos vôos, pois líquidos passaram a ser uma ameaça, em decorrência das investigações britânicas. Os policiais acreditam que os terroristas queriam explodir aviões com explosivos líquidos na bagagem da mão. Funcionários dos aeroportos de Londres fazem mães provarem as mamadeiras de seus filhos para terem certeza de que não são explosivos. As ações de companhias aéreas e de viagem despencaram após o alerta de atentado.As autoridades reforçaram a segurança nosportos britânicos do Canal da Mancha e no terminal do Eurotúnel em Folkestone, informou um porta-voz da Polícia de Kent, sudeste da Inglaterra. Também foi reforçada a segurança no aeroporto de Manston e na estação de trem de Ashford, ambos no condado de Kent. Na noite de quarta-feira a polícia britânica prendeu 21 pessoas em grande operação antiterrorismo que investigava o grupo há meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.