Países islâmicos pedem "papel central" da ONU no Iraque

Países islâmicos exortaram as Nações Unidas a retornar ao Iraque a assumir um "papel central" na restauração da paz e da segurança, expressando forte preocupação com os ataques terroristas e o "absoluto desinteresse" das forças dos EUA em proteger civis e locais sagrados.Delegados de uma reunião de emergência dos 57 países da Organização da Conferência Islâmica pediram ao Conselho de Segurança da ONU para aprovar uma nova resolução dando ao órgão mundial o "mandado necessário" para ajudar na restauração da soberania iraquiana."Reconhecemos e sublinhamos a importância das Nações Unidas no desempenho de um papel central para o estabelecimento da paz, segurança e estabilidade no Iraque", afirmaram os delegados, numa declaração divulgada ao final do encontro de um dia.Em um comunicado em separado, os delegados condenaram planos de Israel de se retirar da Faixa de Gaza mas manter assentamentos em territórios palestinos, e criticaram o governo dos EUA por apoiá-los. "Rejeitamos fortemente o recente plano unilateral de Israel, por desrespeitar as resoluções com legitimidade internacional", diz o texto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.