Países propõem dar mais poder ao governo do Iraque

Quatro países que lideraram a oposição internacional à invasão do Iraque pelos EUA propuseram importantes alterações na resolução apresentada por Estados Unidos e Grã-Bretanha que disciplina a transferência de poder no país árabe para o povo iraquiano, dando ao futuro governo do Iraque o direito de decidir se quer ou não tropas internacionais do país e limitando o mandato dessa força a janeiro de 2005. A emenda, de três páginas, foi apresentada pela China, com apoio de França, Alemanha e Rússia, e concede ao governo interino que assumirá a partir de julho uma autoridade muito maior que a atribuída pela proposta anglo-americana. O novo texto dá ao governo provisório controle das forças armadas e da polícia e exige que tropas estrangeiras ?consultem o governo provisório a respeito de ações militares, exceto no caso de legítima defesa?. Essas questões não ficam especificadas na versão anglo-americana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.