Pakistan Airlines demite agente que fez reserva para Bin Laden

A companhia aérea Pakistan International Airlines demitiu hoje um de seus agentes de viagem, que aceitou uma reserva para um vôo entre as cidades de Karachi e Islamabad em nome do dissidente saudita Osama bin Laden, considerado pelos Estados Unidos como o principal suspeito dos ataques terroristas da semana passada. Fontes da empresa paquistanesa revelaram que ninguém apareceu hoje à tarde no aeroporto de Karachi para embarcar no vôo com o bilhete em nome de Bin Laden. "Nós sabemos que deve se tratar de uma brincadeira, pois Bin Laden seria a última pessoa disposta a viajar num vôo comercial nas atuais circunstâncias", disse um porta-voz da Pakistan International Airlines. "Mas isso mostra falha nas medidas de segurança." A polícia paquistanesa está investigando o incidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.