Palestino brinca que carrega bomba e é detido nas Filipinas

Ele foi posto em liberdade após pagar fiança; pena prevista pode ser de até cinco anos de prisão

Efe,

19 de junho de 2008 | 03h50

Um cidadão palestino foi detido em um aeroporto das Filipinas após dizer, em tom de piada, que levava uma bomba em sua bagagem. Segundo a legislação filipina, este tipo de crime tem pena de até cinco anos de prisão. Os fatos ocorreram na terça-feira passada, quando Ahmed Siyam, um homem de negócios de 50 anos, supostamente disse a um dos inspetores de bagagens do aeroporto de Cebu que carregava uma bomba em sua mala. Siyam, que desejava voar para a Arábia Saudita, foi detido pela Polícia e posto à disposição da Justiça, que lhe concedeu a liberdade sob fiança. No entanto, o detido negou durante seu depoimento ter brincado sobre uma bomba, e assegurou que os responsáveis de segurança lhe interpretaram de forma errônea. No ano passado, as autoridades filipinas detiveram pelo menos sete pessoas por fazer brincadeiras sobre explosivos em aeroportos, incluindo um cidadão italiano que declarou levar três bombas nucleares no bolso de seu casaco e trabalhar para o terrorista Osama bin Laden.

Mais conteúdo sobre:
Filipinaspalestinobomba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.