Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Palestino condenado a morte por colaborar com Israel

Um juri sentenciou à morte, hoje, um oficial militar palestino por ter colaborado com o serviço de inteligência israelense. Hassan Mussalam, de 54 anos, foi preso por autoridades palestinas em novembro passado e acusado de colaborar com Israel desde 1994. Em um julgamento que durou dois dias, foram apresentadas evidências de que Mussalam vendeu informações militares a Israel. Em um dos casos, ele teria recebido o equivalente a US$ 450 pelas informações. Mussalam declarou-se inocente.O líder palestino Yasser Arafat deve autorizar todas as execuções promovidas pela Autoridade Palestina e, por isso, ainda não foi definida a data da execução de Mussalam. Dois palestinos foram executados no início deste ano, em Belém, pelo mesmo crime e outros dois encontram-se no corredor da morte aguardando a execução, determinada em um julgamento em janeiro. Além disso, três palestinos suspeitos de fornecer informações a Israel foram encontrados mortos nas últimas semanas.

Agencia Estado,

11 de fevereiro de 2001 | 10h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.