Palestino é ferido por israelense na Basílica de Belém

Um dos 200 palestinos refugiados desde 2 de abril no interior da Basílica da Natividade em Belém foi ferido, nesta terça-feira, por disparo de um soldado israelense, enquanto os frades franciscanos do convento temem um iminente ataque de Israel. Um dos combatentes disse por telefone que Samir Kawasba, de 24 anos, membro dos serviços de informação da Autoridade Nacional Palestina (ANP), foi ferido a tiros quando se encontrava do lado de fora da basílica, em um espaço aberto do complexo religioso. Segundo o porta-voz da congregação franciscana em Roma, o padre Gianfranco Pinto Ostuni, o palestino enfrenta uma situação muito grave, por estar ferido no abdome e não ter possiblidade de receber cuidados médicos. O Comitê internacional da Cruz Vermelha iniciou negociações com as autoridades israelenses para ir ao templo, informou uma delegada do organismo de ajuda humanitária. ?Tentamos abter acesso à igreja para conhecer as necessidades de medicamentos e alimentos e se é preciso retirar algumas pessoas", acrescentou. Os franciscanos que custodiam a basílica temem um novo ataque das tropas isralenses, uma vez que helicópteros sobrevoam o local, e os ruídos parecem indicar que os tanques se aproximam ainda mais da igreja. A advertência foi feita pelo padre Ostuni, que indicou ter recebido um dramático apelo vindo de Belém.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.