Palestino é morto na Cisjordânia. Hamas ameaça fim da trégua

Soldados israelenses mataram na manhã desta sexta-feira um palestino durante uma incursão no campo de refugiados de Askar, na cidade de Nablus, na Cisjordânia. Segundo os israelenses, o homem morto era membro do grupo extremista Hamas e procurado pelos serviços de segurança. Moradores da região disseram que o Exército de Israel disparou um míssil contra o prédio onde o militante do Hamas estava refugiado. Assim que o míssil atingiu o alvo, uma série de explosões aconteceu e o terceiro andar acabou cedendo. As tropas israelenses acreditam que o míssil atingiu um depósito de armas. Ainda não se sabe se há outras vítimas sob os escombros. Após o incidente, o Hamas ameaçou romper a trégua de três meses decretada em 29 de junho pelos grupos armados palestinos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.