Palestino mata israelense e acirra tensão na Cisjordânia

Um palestino armado com uma faca atacou, hoje, um jipe militar de Israel e matou o soldado que estava dentro do veículo, perto de um posto de checagem na Cisjordânia.

AE-AP, Agencia Estado

10 de fevereiro de 2010 | 16h25

O soldado, que era o único ocupante do jipe, esperava a abertura de um sinal de trânsito quando o atacante chegou à janela e o atingiu, informou o Exército israelense.

O soldado ferido tentou dirigir, mas o veículo ficou fora de controle depois que o motorista perdeu a consciência. O suspeito tentou fugir, mas foi rapidamente detido. Sua identidade não foi divulgada.

Tais ataques costumavam ser frequentes na Cisjordânia, mas ficaram mais raros nos últimos anos, na medida em que forças palestinas melhoraram a segurança em várias partes do território.

O ataque desta quarta-feira acontece em meio às crescentes tensões entre colonos judeus na Cisjordânia e o governo do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu,

que, sob pressão dos Estados Unidos, declarou uma diminuição do ritmo de construção de novos assentamentos.

Netanyahu também reduziu o número de postos de checagem na Cisjordânia, atraindo acusações dos colonos de que a medida é uma ameaça à segurança. O porta-voz dos colonos Yishai Hollender disse que as políticas de Netanyahu estão "novamente custando nosso sangue".

Em dezembro, um atirador matou um morador de um assentamento judaico que dirigia por uma estrada da Cisjordânia. A remoção dos postos de checagem ajudou a melhorar a movimentação de palestinos em algumas partes da Cisjordânia, mas Israel ainda se preocupa em passar a responsabilidades de segurança para os palestinos após anos de violência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.