Palestinos acusam colonos de depredarem escola

Moradores do povoado cisjordaniano de Jaloud acusam colonos judeus mascarados de terem invadido uma escola, destruído carros e ateado fogo em oliveiras durante um ataque que obrigou os professores a se trancarem com os alunos nas salas de aula.

AE, Agência Estado

09 de outubro de 2013 | 13h13

Fawzi Ali, que leciona na escola atacada, disse que os colonos chegaram atirando pedras na manhã desta quarta-feira. O ataque levou os professores a se trancarem com os alunos nas salas enquanto as portas eram apedrejadas.

Depois, segundo o relato de Ali, os colonos quebraram parabrisas de carros estacionados na escola e atearam fogo em oliveiras ali plantadas.

Colonos radicais estabeleceram um assentamento avançado nas proximidades de Jaloud e já houve incidentes na região no passado recente. O exército de Israel informou que está investigando a denúncia. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.