Palestinos acusam colonos de destruírem plantações

Colonos judeus atacaram terras cultivadas por palestinos em duas comunidades ao norte de Ramala, capital da Cisjordânia ocupada, destruíram oliveiras e arrancaram pela raiz cerca de 1.700 mudas. A denúncia foi feita hoje por Waled Assaf, ministro da Agricultura da Autoridade Nacional Palestina (ANP).

AE, Agência Estado

03 de fevereiro de 2014 | 10h01

A polícia israelense informou a abertura de uma investigação para apurar a denúncia, mas não apontou suspeitos. Assaf, por sua vez, prometeu ajuda da ANP aos agricultores prejudicados.

Ao longo dos últimos anos, colonos judeus radicais têm perpetrado atos de vandalismo na Cisjordânia em protesto contra o que consideram políticas "pró-Palestina" do governo do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

Os alvos dos colonos vão desde plantações a mesquitas, igrejas, grupos pacifistas e até mesmo bases do exército israelense. Os ataques têm sido amplamente criticados em Israel. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelPalestinacolonosoliveiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.