Palestinos afirmam ter seqüestrado três franceses

Milicianos palestinos afirmaram nesta terça-feira ter seqüestrado três cidadãos franceses na Faixa de Gaza, segundo informou aos meios de comunicação locais um porta-voz da Frente Popular para a Libertação da Palestina (FPLP). Trata-se de três cidadãos franceses que acabavam de atravessar a Faixa pela passagem de Erez e que foram capturados por um grupo de oito milicianos da FPLP. Entre os três cidadãos há uma voluntária que foi identificada como Dianne e que trabalha para a ONG Médicos do Mundo, disse um porta-voz desta organização humanitária. O seqüestro coincide com um tiroteio entre milicianos palestinos e agentes de segurança da ANP nas proximidades do consulado britânico na Cidade de Gaza, assim como com uma segunda tentativa de seqüestro em uma zona periférica. Neste segundo caso o alvo foi um professor de nacionalidade americana, que conseguiu escapar de seus seqüestradores, segundo relatou à polícia. O seqüestro coincide também com a invasão israelense à prisão de Jericó para tentar capturar o líder da FPLP, Ahmed Saadat. Saadat, responsabilizado por Israel do assassinato de um ministro em 2001, estava sob custódia de observadores britânicos e americanos, que hoje deixaram o recinto.

Agencia Estado,

14 Março 2006 | 10h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.