Palestinos ameaçam exigir Estado uno com Israel

Os palestinos abrirão mão de sua luta pela independência e passarão a exigir um Estado uno com Israel se o primeiro-ministro Ariel Sharon levar adiante sua ameaça de impor fronteiras entre o território israelense e as áreas palestinas ocupadas. Um Estado uno significaria o fim de Israel em sua forma atual, porque o novo país logo chegaria a uma população de maioria árabe e muçulmana.Isso forçaria o governo israelense a optar entre dar aos palestinos o direito ao voto, pondo em risco o caráter judaico da nação, ou converter Israel em um Estado segregado, como a África do Sul no tempo do apartheid.Cerca de 3,5 milhões de palestinos vivem em Gaza e na Cisjordânia, e há 1,2 milhão de cidadãos árabes em Israel, além dos 5,5 milhões de judeus. O abandono do conceito de dois Estados jogaria a política do Oriente Médio no caos.As fronteiras que Sharon ameaça impor podem levar à anexação de partes do território palestino por Israel, e o primeiro-ministro palestino, Ahmed Korei, diz que nesse caso a causa do Estado palestino ficará ?sem sentido?. ?Se a situação continuar como está, iremos para a solução do Estado uno?, disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.