Palestinos brigam entre si em Jerusalém

A segurança palestina prendeu nesta quinta-feira sete simpatizantes do grupo extremista Hamas. A prisão levou a protestos que terminaram com 17 pessoas feridas. A prisão foi feita em razão de um seqüestro, feito ontem pelo Hamas, de um agente de segurança palestino. Já integrantes do Hamas afirmam que seqüestraram o policial para assegurar a liberação de um militante do grupo preso ontem de manhã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.