Palestinos celebram três anos do levante contra Israel

Cerca de 3 mil palestinos saíram hoje às ruas da Cidade de Gaza para celebrar três anos de intifada (levante contra a ocupação israelense) enquanto um de seus líderes, Marwan Barghhouti, declarava num tribunal de Israel não se arrepender do movimento. "Estou orgulhoso da resistência palestina. Morrer é melhor do que viver sob ocupação", disse Barghouti. Ele foi preso pelo Exército israelense no ano passado sob acusação de ter planejado emboscadas e atentados que mataram 26 israelenses. "A intifada foi uma clara reação à ocupação e aos assentamentos (judaicos) e resultado da frustração do povo palestino com a não implementação dos acordos de paz de Oslo", disse, reiterando não esperar Justiça de cortes de Israel. "O tribunal serve à ocupação israelense e não há justiça no sistema judiciário em relação ao povo palestino." Em Gaza, o ex-chefe da segurança da Autoridade Palestina, Mohamed Dahlan, removido do cargo na semana passada, fez avaliação oposta. Em entrevista ao jornal libanês The Daily Star Dahlan disse que a intifada foi um erro. Os palestinos estavam em melhor situação antes do levante armado, "política e internacionalmente".

Agencia Estado,

29 Setembro 2003 | 19h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.