Palestinos começam a negociar trégua nos atentados

Grupos palestinos abriram conversações formais para a criação de um cessar-fogo que, espera-se, levará Israel a interromper os ataques contra militantes e a novas negociações de paz. Delegados à reunião disseram que há duas propostas em análise: um cessar-fogo parcial, interrompendo os ataques contra civis em solo israelense, ou uma trégua ampla, que pouparia também os soldados e colonos judeus nos territórios palestinos ocupados.O Egito é o anfitrião do encontro, que se desenrola em segredo e a portas fechadas. O chefe do serviço de espionagem egípcio, general Omar Suleiman, abriu os trabalhos sugerindo que os palestinos aproveitem o clima político atual e concordem com uma trégua total, caso Israel ofereça reciprocidade, disseram dois delegados.Com o governo dos EUA precisando de uma grande vitória no ano eleitoral, disse Suleiman, um acordo poderia ainda alimentar a oposição, dentro de Israel, ao primeiro-ministro Ariel Sharon.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.