Palestinos dizem que Israel invadiu bunker de Arafat

Fontes palestinas informaram, na manhã deste domingo, que as forças israelenses atacaram o escritório do líder da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Yasser Arafat, e trocaram tiros com a guarda pessoal do dirigente, a escassos metros do próprio presidente. Quatro guarda-costas de Arafat teriam morrido no confronto. O exército de Israel, por outro lado, negou que suas tropas tenham estado dentro do edifício. De acordo com as informações palestinas, as tropas israelenses teriam invadido o setor pessoal de Arafat, que fica no segundo piso do prédio. O chanceler israelense, Shimon Peres, disse à Rádio Israel que ?nossa decisão de não causar qualquer dano a Arafat segue vigente. Não há mudanças. Não queremos transformar o conflito em uma guerra mundial, em uma guerra regional. Não queremos fazer todo o mundo se voltar contra nós?. O quartel-general de Arafat está sob controle israelense desde a última sexta-feira, e todos os prédios do complexo, salvo aquele onde se encontra ilhado Arafat e seus colaboradores, foram postos abaixo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.