Palestinos dizem que mortos em Gaza são mais de mil

Informação é de oficial da saúde palestino

Agência Estado

26 Julho 2014 | 13h33

Um oficial palestino afirmou que mais de mil palestinos foram mortos com a atual guerra entre Israel e o Hamas. A informação foi dada pelo oficial de saúde Ashraf al-Kidra, que ainda declarou que mais de cem corpos já foram encontrados apenas neste sábado.

O número mais alto de mortos foi informado durante a trégua de 12 horas que resultou de negociações mediadas pelo secretário de Estado norte-americano John Kerry e o secretário-geral da ONU Ban Ki-moon ao longo da última semana. Eles falharam em conquistar um cessar-fogo de mais longa duração, como esperavam.

Depois da trégua temporária que iniciou na manhã deste sábado, as ruas de Gaza se encheram com residentes que tentavam reunir suprimentos ou inspecionar suas casas. Ambulâncias do Crescente Vermelho chegaram às áreas mais prejudicadas, incluindo a cidade de Beit Hanoun, para resgatar corpos.

Mais de cem corpos já foram retirados em meio de destroços, muitos parcialmente decompostos. Entre os mortos estavam alguns combatentes, segundo o porta-voz da Defesa Civil de Gaza.

Em duas áreas de fronteira, ambulâncias não conseguiram se aproximar porque tanques dispararam alertas, segundo o Crescente Vermelho. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Israel Gaza mortos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.