Palestinos em greve de fome serão libertados

Dois presos palestinos, cujas greves de fome causaram confrontos na Cisjordânia, encerraram ontem seu protesto, depois que Israel concordou em libertá-los em maio, informou um funcionário da Autoridade Palestina. Os manifestantes estavam entre quatro detentos presos sem acusações formais que se recusavam a comer. A piora de sua saúde e a morte de um deles causaram as manifestações no sábado.

O Estado de S.Paulo

28 de fevereiro de 2013 | 02h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.