Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Palestinos esperam o pior de Israel, diz dirigente da OLP

Membro do Comitê Executivo da Organização para a Libertação da Palestina (OLP) Yasser Abed afirmou nesta segunda-feira, 19, que os palestinos sempre esperam o pior de Israel.Esta foi a resposta à rejeição israelense ao novo governo palestino de união nacional."Israel quer convencer o mundo de que o problema está no lado palestino porque ainda retém o soldado israelense Gilad Shalit e lança foguetes contra Israel", disse Abed Rabbo à emissora de rádio A Voz da Palestina.O membro da OLP defendeu que o novo governo leve a cabo uma "política sábia e nacional" que acabe com o caos da segurança em Gaza e Cisjordânia e consiga a libertação de Shalit, mantido refém desde meados do ano passado por milicianos palestinos que querem trocá-lo por prisioneiros reclusos em Israel.O Canal 2 da televisão israelense anunciou neste domingo à noite que os seqüestradores de Shalit se negaram a entregar ao soldado - capturado em sua base - óculos de leitura que seus pais enviaram-lhe há algum tempo por meio da Cruz Vermelha.Os milicianos temiam que os óculos incluíssem algum dispositivo eletrônico que permitisse a localização de Shalit, supostamente cativo na Faixa de Gaza.Desde sua captura por comandos de três facções de Gaza, entre elas o Hamas, seus parentes nunca obtiveram provas de vida, a não ser declarações de personalidades do movimento islâmico e do Egito certificando-a.

Agencia Estado,

19 de março de 2007 | 08h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.