Palestinos invadem prédios europeus e queimam bandeiras

Centenas de palestinos fizeram passeatas pelas ruas da Cidade de Gaza, invadindo edifício europeus e queimando bandeiras da Alemanha e da Dinamarca, para protestar contra caricaturas consideradas ofensivas ao profeta Maomé. As caricaturas causaram furor no mundo islâmico, em parte porque uma interpretação estrita da lei muçulmana proíbe que se façam imagens do profeta. Agravando a ofensa, uma das caricaturas mostra Maomé usando um turbante em forma de bomba.As caricaturas saíram inicialmente na Dinamarca, e em seguida em jornais de outros países europeus, num sinal de solidariedade pela liberdade de imprensa. Cerca de vinte manifestantes invadiram um centro cultural alemão na manhã deste sábado, quebrando janelas, arrombando portas e queimando a bandeira alemã. Na mesma rua, cerca de 30 palestinos jogaram pedras num prédio da Comissão Européia, substituindo a bandeira européia pela palestina.Cerca de 50 adolescentes e crianças em idade escolar se reuniram numa esquina para retomar o ataque aos dois edifícios, depois que forças palestinas de segurança já haviam contido os adultos. Mais tarde, cerca de 400 manifestantes desfilaram até o edifício da Comissão Européia. Um carro de som transmitia: "Insultar o profeta é insultar cada muçulmano". A voz pedia boicote a produtos dinamarqueses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.