Palestinos lançam inquérito sobre a morte de Arafat

O primeiro-ministro palestino, Ahmed Korei, ordenou o lançamento de um inquérito para determinar a causa da morte do histórico líder Yasser Arafat. A comissão ouvirá testemunhos de médicos palestinos e de outros países árabes, num esforço para dissipar as dúvidas em torno da causa da morte de Arafat num hospital francês, semana passada.O Hospital Militar Percy, onde Arafat morreu, recusou-se a publicar a causa da morte ou entregar o histórico médico a qualquer pessoa além da viúva de Arafat, Suha, que se mantém em silêncio quanto à questão. O segredo levou alguns palestinos a especular que Arafat foi envenenado, hipótese negada pelo chanceler palestino, Nabil Shaath.O neurologista jordaniano Ashraf al-Kurdi, que atendeu Arafat em Ramallah, pediu uma autópsia. A comissão instituída por Korei voltará a entrar em contato com as autoridades francesas. O presidente interino da Autoridade Nacional Palestina, Rauhi Fattouh, disse que uma delegação viajará para a França como parte da investigação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.