Palestinos pedem aos EUA que rejeitem objeções de Israel

A Autoridade Nacional Palestina (ANP) solicitou hoje aosEstados Unidos que resista às objeções israelenses à aplicação do "Roteiro" de paz, a última iniciativa de paz para o Oriente Médio."O primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, está empenhado em atrasar a aplicação do plano com a sugestão de emendas", disse hoje o ministro dos Assuntos do Gabinete da ANP, Yasser Abed Rabbo.Durante um ato público em Jerusalém, Sharon informou ter conhecimento de que a administração norte-americana estudará nos próximos dias as objeções israelitas - 15 no total - ao plano de paz.Sharon adiantou que os contatos com os representantes palestinos para a aplicação do "Roteiro" vão centrar-se em aspectos de segurança, tais como a cessação do "terrorismo", a violência e o incitamento à violência.Em resposta, Rabbo acusou Sharon de querer "impor as suas soluções para os territórios palestinos com a continuação do colonatos judeus e o bloqueio das cidades palestinas".O denominado "Roteiro", a última proposta de paz elaborada pelo Quarteto de Madri (Estados Unidos, União Européia, ONU e Rússia), foi apresentada ao primeiro-ministro palestino e ao israelense na semana passada.As duas partes discutiram a aplicação do plano em reuniões separadas com o subsecretário de Estado norte-americano William Burns, que visitou recentemente o local.Na opinião de Rabbo, Sharon "não tenciona aplicar o plano de paz e pretende esconder-se atrás do denominado terrorismo para continuar a sua escalada militar"."Já acordamos com o Quarteto de Madri que o ?Roteiro? está pronto para ser aplicado no terreno, não temos nada a negociar", sublinhou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.