Palestinos pedem monitores internacionais em eleições

Funcionários palestinos requisitaram a presença de monitores internacionais para ajudar a promover as eleições presidenciais previstas para janeiro, e pediram que o plano israelense de retirada de toda a Faixa de Gaza e de quatro pequenas colônias judaicas na Cisjordânia seja incorporado no roteiro para a paz.Os pedidos vieram à tona no mesmo dia em que chanceleres dos promotores do roteiro anunciaram que visitarão em breve o Oriente Médio para retomar o processo de paz, depois do falecimento do histórico líder palestino Yasser Arafat. A informação foi divulgada pelo chanceler da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Nabil Shaath.Também hoje, o poderoso comitê central do Partido Fatah, que controla a ANP, pediu que o parlamento aprove o quanto antes uma lei eleitoral, para que eleições parlamentares e regionais possam ocorrer ainda no primeiro semestre de 2005. Numa aparente concessão aos grupos mais radicais, o comitê pediu que a lei "possa garantir a participação de todos os palestinos".Organizações radicais como o Hamas e a Jihad Islâmica não pretendem apresentar candidatos à eleição presidencial, mas pesquisas de opinião mostram que candidatos apoiados por elas terão boas chances em eleições legislativas ou de administrações locais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.