Palestinos pedirão que ONU condene assentamentos

Um rascunho de resolução preparado pelos palestinos pedirá ao Conselho de Segurança (CS) da Organização das Nações Unidas (ONU) que declare ilegais os assentamentos israelenses na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental, além de solicitar um congelamento total nas construções. A Associated Press obteve uma cópia do rascunho hoje. Nela, os assentamentos são chamados de "um grande obstáculo ao objetivo da paz".

AE, Agência Estado

29 de dezembro de 2010 | 16h37

O rascunho não pede sanções a Israel, mas incentiva ambas as partes a continuarem as negociações em direção a um acordo final de paz. Com os esforços para a retomada das negociações diretas, apoiadas pelos EUA e paralisadas há mais de três meses, os palestinos usam a resolução como parte de uma estratégia mais ampla para a comunidade internacional pressionar Israel. As negociações foram suspensas no fim de setembro, quando Israel não renovou a moratória às construções nos assentamentos judaicos na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
PalestinaassentamentosIsraelONU

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.