Palestinos protestam contra prisões de militantes

Palestinos enfurecidos deram tiros de metralhadora no ar, jogaram pedras contra policiais árabes e abriram fogo contra casas de judeus nesta quinta-feira (06). Os palestinos protestam contra as prisões de militantes islâmicos efetuadas pelo líder Yasser Arafat.Mais de 600 seguidores do Hamas, carregando armas e pedras, manifestaram pedindo a libertação do xeque Ahmed Yassin. O xeque faz freqüentes declarações apoiando os ataques do grupo Hamas contra israelenses. Alguns dos manifestantes incendiaram um carro e outros abriram fogo contra o ar.As menifestações são apenas uma amostra dos problemas que podem acontecer caso Arafat se curve às exigências dos EUA e de Israel e prenda os militantes árabes responsáveis pela nova onda de atentados terroristas."Nós viemos mostrar nossa solidariedade... e reiterar nosso compromisso para continuar a intifada (levante palestino contra Israel)", disse Achmed, um manifestante que estava do lado de fora da casa de Yassin.Oficiais palestinos disseram que Yassin, um tetraplégico confinado a uma cadeira de rodas, não poderá receber visitas, a não ser de parentes, e não poderá dar telefonemas. Este foi o mais duro golpe de Arafat contra o Hamas, que assumiu a autoria de dois atentados que mataram 26 israelenses e deixaram outros 200 feridos durante o final de semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.