Palestinos reafirmam que irão à ONU

ANP vai propor aprovação de Estado palestino na Assembleia Geral do órgão em setembro

Agência Estado

06 Setembro 2011 | 17h45

RAMALLAH - A Autoridade Nacional Palestina (ANP) disse nesta terça-feira, 6, que não se curvará à pressão dos Estados Unidos para retirar seu pedido de reconhecimento do Estado palestino na Organização das Nações Unidas (ONU), tomando uma posição dura no momento em que dois funcionários do governo americano chegaram à região.

 

Veja também:
especialESPECIAL: 
As disputas territoriais no Oriente Médio

 

Os dois enviados da Casa Branca, David Hale e Dennis Ross, chegaram a Israel nesta terça-feira para conversas com funcionários israelenses e palestinos. OS EUA tentam convencer os palestinos a retirarem seu plano de reconhecimento na ONU e pressionam os palestinos a retomarem o processo de paz com Israel.

 

Yasser Abed Rabbo, um conselheiro graduado do presidente palestino Mahmoud Abbas, disse que existe pouco que os dois enviados da Casa Branca podem fazer para mudar os planos da ANP. Ele disse que a ANP irá à ONU "sem levar em conta as objeções ou pressões". As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.