Palestinos são mortos por soldados israelenses

Dois palestinos foram mortos a tiros neste domingo por soldados israelenses, depois de matar duas mulheres e ferir pelo menos mais quatro pessoas em uma rua na cidade Beersheba, no sul de Israel, segundo as autoridades. Os palestinos desceram de um veículo e começaram a atirar com armas automáticas próximos à sede do comando sul do exército, no centro da cidade, informou a polícia. Em seguida, soldados que se encontravam na rua naquele momento repeliram prontamente o ataque. Entre as seis pessoas atingidas, estavam soldados e civis. Segundo a TV israelense, o local foi isolado e está sendo procurado um terceiro palestino que poderia ter participado do ataque, utilizando um uniforme de soldado israelense. No entanto, fontes militares disseram que é quase certo que os assassinos eram somente dois. Ainda segundo a TV, um dos palestinos poderia estar carregando consigo explosivos atados ao corpo. O exército teria tentado neutralizar a bomba - notícia que ainda não foi confirmada.Na cidade cisjordana de Naplusa, soldados israelenses trocaram tiros com palestinos nesta madrugada, horas depois de um ataque ocorrido em uma estrada, no qual foi morta uma mulher israelense de 79 anos e ferido seu filho. Os soldados, em tanques e veículos blindados, entraram na cidade às 4 da madrugada (hora local) e no tiroteio deixaram feridos sete palestinos, dois em estado grave.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.