Palestinos terão seu Estado, diz Sharon

Os palestinos podem estar seguros que terão um Estado soberano e independente se pararem de atacar alvos israelenses e desmantelarem os grupos armados, garantiu o primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, a parlamentares de seu partido, o Likud, disseram participantes da reunião. O líder israelense discursou perante seus colegas de partido nesta segunda-feira para dissipar temores sobre um possível desmantelamento de assentamentos judaicos. Os assentamentos, em terras palestinas, têm muita força dentro da coalizão que sustenta o governo de Sharon.A preocupação surgiu depois que membros do gabinete disseram, sob condição de anonimato, que o primeiro-ministro estaria analisando a possibilidade de adotar medidas unilaterais se fracassarem as tentativas de retomada do roteiro para a paz entre Israel e palestinos.As medidas incluiriam o estabelecimento de uma fronteira entre Israel e Palestina, a retirada militar das cidades palestinas ocupadas, o desmantelamento de assentamentos e a libertação de prisioneiros. Em entrevista à emissora árabe via satélite Al-Arabiya, o primeiro-ministro palestino Ahmed Korei disse ter a esperança de que a suposta intenção de Sharon de desmantelar assentamentos judaicos e amenizar o sofrimento dos palestinos não seja "mera propaganda".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.