Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Carlos Jasso / Reuters
Carlos Jasso / Reuters

Panamá cria ‘rodízio’ entre homens e mulheres para controlar quem vai às ruas durante isolamento

Medida visa facilitar trabalho da polícia e deve durar ao menos 15 dias

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de abril de 2020 | 18h40

CIDADE DO PANAMÁ - O Panamá anunciou na terça-feira, 31, que adotará uma medida adicional para combater a disseminação do novo coronavírus: a partir desta quarta-feira, homens e mulheres terão que se intercalar para sair de casa e comprar itens básicos em supermercados, postos e farmácias.

Apenas mulheres poderão transitar nas ruas às segundas, quartas e sextas-feiras. Já os homens só poderão sair às terças, quintas e sábados. No domingo, todos deverão ficar em casa. 

A medida tem como objetivo facilitar o trabalho da polícia em controlar a quantidade de pessoas nas ruas do país.  No Twitter, o presidente Nito Cortizo afirmou que muitas pessoas não estavam respeitando a quarentena nacional. 

As novas regras valerão por ao menos 15 dias. Cada pessoa poderá ficar no máximo duas horas fora de casa.

O Panamá tem até o momento 1.075 casos confirmados de coronavírus  e 27 mortes decorrentes da covid-19. Os aeroportos estão fechados desde o dia 22 de março. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.