Panamá instala radares em bases para interceptar tráfico

O governo do Panamá informou nesta quarta-feira que foram instalados os primeiros radares, de um total de 19, que funcionarão nas costas do Atlântico e do Pacífico, para detectar a atividade de narcotraficantes. O escritório do Ministério da Segurança informou que o plano é ter todas as 14 bases aeronavais em funcionamento até julho de 2012.

AE, Agência Estado

14 Setembro 2011 | 20h18

Os radares e os helicópteros militares foram adquiridos na Itália e representam um investimento de US$ 250 milhões. O Panamá, que sempre serviu como ponto de passagem no tráfico de drogas da América do Sul para a América do Norte e a Europa, no ano passado apreendeu 80 toneladas de drogas, principalmente cocaína.

As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Panamá narcotráfico polícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.