Pancadaria no Parlamento da Ucrânia deixa seis deputados feridos

Parlamentar teve mandíbula quebrada; confusões são recorrentes entre os políticos da casa

Agência Estado

17 de dezembro de 2010 | 09h58

Parlamentares usaram até cadeiras em agressões.

 

KIEV - Seis deputados ucranianos ficaram seriamente feridos após uma pancadaria no Parlamento do país europeu na noite da quinta-feira. Quatro deles permaneciam no hospital nesta sexta, 17.

 

O tumulto no Parlamento começou quando partidários da ex-candidata à presidência Yulia Timoshenko bloquearam o palanque da casa. Eles protestavam contra as investigações sobre a líder. Os deputados do partido do presidente Viktor Yanukovych tentaram acabar com o bloqueio, o que gerou as brigas.

 

O partido de Yulia afirmou que seis de seus parlamentares ficaram feridos. Entre os ferimentos, houve concussões, uma mandíbula quebrada e outras contusões. Já a legenda de Yanukovych afirmou que não registrou feridos.

 

Confusões do tipo são recorrentes no Parlamento ucraniano, segundo a imprensa do país, mas o tumulto da quinta-feira foi o mais violento até então.

A situação afirmou que o partido da ex-premiê já havia começado brigas no Parlamento no passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.