Panetta alerta sobre caso Allen e Petraeus

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Leon Panetta, alertou nesta quarta-feira quanto a se chegar a conclusões precipitadas sobre a veracidade das alegações contra o comandante norte-americano no Afeganistão, o general John Allen. Ele está sob investigação por ter se correspondido de forma "inapropriada" com Jill Kelley, uma socialite da Flórida ligada ao escândalo do ex-diretor da CIA David Petraeus.

AE, Agência Estado

14 de novembro de 2012 | 10h17

Em uma conferência na cidade de Perth, na Austrália, Panetta tentou conter a onda de especulação relacionada à natureza das ações de Allen, que deram nova dimensão à questão Petraeus. "Ninguém deve chegar a nenhuma conclusão apressada aqui", disse aos repórteres quando perguntado sobre o que Allen poderia ter feito de errado. Panetta se recusou a caracterizar as ações de Allen.

O secretário afirmou que apoia Allen, que estava no comando em Cabul desde julho de 2011, quando assumiu o posto de Petraeus, que saiu do Exército para dirigir a CIA. "Ele certamente tem minha contínua confiança para liderar nossas forças e continuar a luta", disse Panetta.

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, que participava da conferência juntamente com Panetta, recusou-se a comentar o caso de Allen, mas disse que isso não atrapalhou os esforços de guerra. "Tem havido muita conversa, como é de se esperar, mas não existe preocupação porque a missão tem seguido adiante."

Panetta havia informado ontem que o Pentágono vai analisar entre 20 mil e 30 mil páginas de e-mails e outros documentos que envolvem Allen e Jill, mas ele não revelou se as conversas apresentam conteúdos sexuais ou informações confidenciais, e disse não saber se Petraeus é mencionado nos e-mails. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EuaAllenPetraeus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.