Papa aceita renúncia de bispo em caso de pedofilia

O papa João Paulo II aceitou a renúncia de um bispo do sudeste da Irlanda, que veio ao Vaticano para apresentá-la pessoalmente. O bispo Brendan Comiskey, que anunciou na segunda-feira que renunciaria, é acusado de ter encoberto os crimes de um padre pedófilo.Comiskey é o terceiro bispo da Igreja Católica a deixar o posto em meio a uma série de escândalos de abusos sexuais que abala da Igreja. O bispo irlandês pediu perdão por não ter feito ?o bastante? para deter a série de abusos cometidos por um sacerdote de sua diocese, o padre Sean Fortune.A hierarquia católica da Irlanda informou hoje que sucessor de Comiskey na diocese de Ferns deverá ser o bispo Eamonn Walsh. A pressão sobre o bispo Comiskey aumentou muito depois que a rede de televisão BBC levou ao ar um documentário sobre as vítimas do padre Fortune, que cometeu suicídio em 1999, pouco antes de ir a julgamento por 66 acusações de abuso sexual contra meninos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.