Papa apela a Saddam para atender a exigências da ONU

O papa João Paulo II implorou neste domingo para que Saddam Hussein obedeça com urgência às exigências de desarmamento feitas pela Organização das Nações Unidas (ONU) e evite dar motivo para que os Estados Unidos liderem um ataque contra o Iraque, numa guerra temida peloVaticano pela possibilidade de disseminar o ódio contra os cristãos e gerar novos atos terroristas.João Paulo II fez um de seus mais fervorosos pedidos em sua campanha contra a guerra poucas horas antes da reunião de cúpula entre o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, e os primeiros-ministros de Espanha, José María Aznar, e Grã-Bretanha, Tony Blair, no arquipélago português de Açores."Os próximos dias serão decisivos para resolver a crise iraquiana", declarou o papa poucas horas antes de Bush dizer que "amanhã é o dia da verdade para o mundo" e pressionar aONU para que se decida sobre o tema.O papa convidou seus fiéis a rezarem para que os "líderes de todos os lados sejam inspirados com coragem e visão de longo prazo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.