Reuters
Reuters

Papa aposta pelo diálogo político na Síria na presença de observadores

Pontífice pediu que se coloque fim 'rapidamente ao derramamento de sangue'

Efe,

09 de janeiro de 2012 | 09h15

VATICANO - O Papa Benedicto XVI disse nesta segunda-feira, 9, que é preciso fomentar um 'diálogo frutífero', na Síria, envolvendo os atores políticos que estão favorecidos pela presença dos 'observadores independentes'. Ele pediu que se coloque fim 'rapidamente ao derramamento de sangue'.

O pontífice abordou nesta segunda os principais temas da atualidade internacional durante uma audiência com membros do corpo diplomático na Santa Sede, na Sala Regia do Palácio Apostólico do Vaticano.

"Sinto uma grande preocupação pela população dos países que ainda sofrem tensões e violências, em particular a Síria, onde espero que se coloque rapidamente fim ao derramamento de sangue e se inicie um diálogo frutífero entre os atores políticos", disse o Papa.

 
Tudo o que sabemos sobre:
Primavera ÁrabeSíriaPapa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.