Papa Bento 16 defendeu dogmas e enfrentou polêmicas

Sumo pontífice católico anunciou que irá deixar o pontificado no fim de fevereiro.

BBC Brasil, BBC

11 de fevereiro de 2013 | 19h54

Em um anúncio que surpreendeu o mundo, o papa Bento 16, líder máximo da Igreja Católica, revelou que irá deixar em 28 de fevereiro o pontificado.

O papa, que foi eleito em 2005, alegou não ter mais condições de saúde para exercer a função. Esta é a primeira vez em cerca de 600 anos que um papa renuncia.

O pontificado de Bento 16 foi marcado pela defesa das posições tradicionais da doutrina católica. Ele também enfrentou momentos difíceis, como um grande escândalo de pedofilia envolvendo sacerdotes.

Confira neste vídeo a trajetória do alemão Joseph Ratzinger desde a infância até os anos como sumo pontífice católico. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
alsoreligiaopapabentobento 16renuncia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.