Papa Bento 16 é recebido por multidão no México

León, 24 - O papa Bento 16 chegou ao México no fim da tarde de ontem e foi recebido por uma multidão de fiéis que ocupavam o aeroporto e o caminho que o pontífice fez até o centro da cidade. "Bento, irmão, agora você é mexicano", saudavam. "Esse é um país orgulhoso da hospitalidade e ninguém se sente um estranho em sua terra", disse o papa. "Eu sabia disso, agora eu vejo e sinto no meu coração", acrescentou.

Agência Estado

24 de março de 2012 | 10h11

Bento 16 foi recebido pelo presidente do México, Felipe Calderón, e a primeira-dama Margarita Zavala no Aeroporto Internacional Guanajuato, em Silao. O papa desceu as escadas sem a bengala que estava usando quando andou até o avião em Roma - a primeira vez que o papa usou a bengala em público.

Desde que entrou no avião em direção ao México, Bento 16 falou sobre a questão da guerra do tráfico de drogas no México, que matou mais de 47 mil pessoas nos últimos seis anos, e disse que ela está "destruindo a humanidade e a nossa juventude". Bento 16 pediu que os mexicanos conquistem o controle sobre uma cultura materialista que alimenta o tráfico e afirmou que a igreja pode ser uma força curadora.

"A grande responsabilidade da igreja é educar a consciência, ensinar a responsabilidade moral e arrancar a máscara da idolatria ao dinheiro que escraviza o ser humano e as falsas promessas, essa mentira que está por trás" da cultura da droga, declarou o papa. Bento 16 também pediu que Cuba, para onde ele seguirá na segunda-feira, deixe para trás o marxismo, "que já não responde à realidade". As informações são da Associated Press. (Equipe AE)

Tudo o que sabemos sobre:
PapaMéxico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.