Papa chama todos para orar e jejuar pela paz

Milhões de católicos aproveitarão a Quarta-Feira de Cinzas para jejuar e orar por uma solução pacífica para a crise iraquiana. A jornada foi convocada pelo papa João Paulo II para reafirmar, com este gesto, o repúdio da Igreja Católica a uma possível guerra contra o Iraque. Segundo o vaticanista Francesco Casavola, em artigo publicado pelo jornal Il Messaggero, o convite do pontífice vale para todos as pessoas, independentemente de sua crença. "A amplitude do consenso que o papa está conseguindo em todas as partes do mundo para defender a paz ultrapassa o círculo dos crentes da religião católica", escreveu Casavola. Segundo ele, "além da figura de chefe religioso, o mundo vê em Karol Wojtyla uma autoridade moral que não é desfrutada por nenhum dos grandes líderes da Terra".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.