Papa condena luta religiosa na Nigéria

O papa João Paulo II condenou, nesta quarta-feira, uma nova explosão na violência entre cristãos e muçulmanos na Nigéria, classificando-a como "injustificável".João Paulo II, falando em uma audiência na Praça de São Pedro, contou estar rezando para que os nigerianos redescubram "o caminho da irmandade".O papa disse que mais de 200 pessoas morreram e centenas ficaram feridas nos choques. A polícia nigeriana diz que o número de vítimas é "bem menor".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.